• Suporte Técnico: +351 935 873 579

Internacionalização

Internacionalização

Internacionalização

Razões/Vantagens – Factores que influenciam a escolha dos mercados – Processos de Internacionalização - Estratégias de Internacionalização: O caso do Norte de Portugal - Incentivos no Âmbito do Portugal 2020

 

Algumas razões relevantes que podem levar a iniciar ou a aprofundar processos de internacionalização são:

  • Minimização de custos: obtenção/utilização de recursos mais baratos (RH, MPs, etc.). Esta é uma das principais razões tradicionalmente atribuídas aos processos de internacionalização de muitas multinacionais no século XX.
  • Busca de conhecimentos, tecnologia e RH mais qualificados: tentar potenciar a criação de valor, característica das empresas conhecidas como Born Global.
  • Economias de escala, sinergias e aproveitamento do efeito experiência/aprendizagem: desde sempre um dos principais motivos para a internacionalização.
  • Acesso a novos mercados: Razão principal dos processos de internacionalização que não envolvem investimento directo no estrangeiro (exportações).

Factores importantes que influenciam a escolha dos mercados para os quais as empresas se internacionalizam:

  • Aqueles que a empresa entende e conhece melhor: normalmente aqueles que são geográfica, económico e culturalmente mais próximos.
  • Os que tem maior procura dos produtos/serviços da empresa: característica principal das empresas cujo processo de internacionalização é feito através das exportações.
  • Grau de incerteza dos mercados, tendo em conta os seguintes riscos: politico, sócio-económico, cambial, etc.; quanto maior a incerteza, menor a apetência das empresas em se internacionalizar para um dado pais/região.

 Tipos de Processos de Internacionalização:

Introdução: Os processos de internacionalização têm conhecido uma aceleração no seu desenvolvimento nas últimas décadas dada a ocorrência das seguintes situações:

- Diminuição das barreiras ao comércio internacional livre (vamos a ver que desenvolvimentos trará a “Administração Trump” nesta matéria, incluindo as retaliações dos países que se sentirem prejudicados com as suas novas politicas...).

- Maior facilidade em conhecer os mercados externos.

- Cada vez maior integração das empresas em rede.

- Utilização generalizada da internet que potencia, entre outras, as duas situações anteriormente relatadas, e a maior facilidade na costumização dos produtos/serviços.

1. Natureza gradual e incremental:

(1.1): Começa pelas exportações directas ou indirectas (utilização de um intermediário local), seguindo-se, eventualmente, com o maior conhecimento dos mercados e dos factores/condicionantes que envolvem/influenciam o comércio internacional, o investimento directo no estrangeiro, indo em crescendo em termos de ownership e controlo.

(1.2): Investimento directo no estrangeiro:

- Joint Venture: partilha de riscos e benefícios com uma empresa local, para atingir objectivos, pelo menos parcialmente, comuns.

- Sole Venture: adquirir empresa(s) locais ou começar do zero. Maior risco, maior exigência de maiores recursos financeiros, mas, por outro lado maior ownership e controlo, com tudo que isso implica.

 2. Born Global: Empresas da última geração, muito inovadoras, proactivas, buscando conhecimento e RH mais qualificados, com o intuito, no seu ADN, de criar cada vez mais, e mais valor.

 3. Tentativas, Mix e Processos Erráticos: os processos de internacionalização não têm porque seguir os passos enumerados nos modelos anteriores. Há empresas que vão por tentativas, e, se não forem bem sucedidas, saem de alguns mercados em que entraram, tentam a sua sorte noutros mercados; há empresas que vislumbram oportunidades de investimento directo no estrangeiro, investem nesse sentido e se as coisas não correrem bem, desistem da internacionalização, ou decidem ir pela via menos arriscada, ou seja pelas exportações, etc. (processos erráticos). Há quem opte por um mix de alguma das soluções enquadradas nos modelos a que anteriormente aludimos.

Estratégias de Internacionalização: O caso do Norte de Portugal[1]

Embora a Região do Norte seja a região NUTS II de Portugal com maior orientação e intensidade exportadora, apenas 13% das PME’s exportam. Daí que haja um potencial de exploração da base exportadora bastante razoável. Contudo, a escala de operação e as decorrentes limitações produtivas e financeiras que caracterizam a economia regional dificultam o processo de internacionalização.

Em seguida vamos analisar, para vários sectores, as tendências internacionais e as oportunidades de internacionalização:

 1 - Turismo

As razões que tem levado os turista a visitar Portugal têm-se mantido relativamente constantes, com algumas variações ao nível da importância relativa entre eles: o clima, a natureza, a história e a relação qualidade/preço. Tem havido notícias animadoras para a maneira como temos estado a promover o nosso país além fronteiras e a receber os turistas: O "Relatório de Competitividade do Turismo de 2013" do “World Economic Forum”, analisou 140 países, tendo em conta a atractividade e competitividade das indústrias de viagens e turismo e fez uma lista dos países que melhor e pior recebem os visitantes estrangeiros. Nesse relatório, Portugal ocupa o 7.º lugar dos dez países mais amigáveis, com 6.6 pontos, numa escala de 0 a 7, em que o 0 é considerado "muito indesejado" e o 7 "muito bem-vindo".

No entanto tem havido algumas alterações no perfil dos turistas que nos visitam, e no tipo de estadias, sendo de registar algumas tendências relevantes.

Tendências:

  • Envelhecimento da população dos países que tradicionalmente mais turistas conseguíamos atrair: nomeadamente pelo aumento da esperança média de vida, pela diminuição das taxas de natalidade e pela melhoria das condições dos serviços de saúde e assistência médica. Esta tendência tem, naturalmente, repercussões no turismo, nomeadamente no crescimento do chamado “turismo sénior”, o qual dispõe de maior disponibilidade para viajar, regista estadias mais prolongadas face a outros segmentos de mercado e apresenta um nível de maior exigência ao nível da qualidade dos serviços oferecidos.
  • Crescimento dos “X-tra money to spend” (solteiros com poder de compra) e Aumento dos “Double income no kids” (casais sem filhos).
  • Redução da dimensão do agregado familiar: a diminuição das taxas de natalidade, o adiamento da decisão de nascimento do primeiro filho, bem como, o crescimento do número de famílias monoparentais, são tendências com impacto no turismo, como sendo, no acréscimo do rendimento disponível para fins de turismo/ lazer e também no aumento das férias de curta duração (short breaks).
  • Emergência de novos padrões de consumo e motivações, privilegiando destinos que ofereçam experiências diversificadas e com elevado grau de autenticidade e qualidade ambiental (Cultura, Património, Natureza, Gastronomia, Desporto, etc.).
  • Crescente importância da saúde e aquisição de hábitos saudáveis e do consumidor “verde” (com maior sensibilidade para as questões ambientais e para as culturas locais, consciente das questões de justiça social, mais independente, mais informado e ciente das suas decisões, prefere itinerários flexíveis, avalia os produtos turísticos previamente, procura experiências com autenticidade e é motivado para a aprendizagem).
  • Alteração dos nos canais de distribuição turística, assumido a internet um papel central na promoção e comercialização de produtos e serviços turísticos (maior informação e crescente desintermediação do sector).
  • Impacto dos millennials (geração do novo milénio, ou geração internet) na redefinição dos modelos de negócio.

 Oportunidades:

  • De acordo com a OMT prevê-se um crescimento sustentado para a indústria turística nos próximos 20 anos.
  • Desenvolvimento das economias emergentes, e crescimento das suas classes médias, nomeadamente dos BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China), gerando um impacto relevante no turismo.
  • Terminal de Cruzeiros Turísticos ampliado e melhorado.
  • Potencial enorme que terão os millenials para conquista de quota de mercado.
  • Nos últimos anos têm havido um aumento evidente das ligações aéreas para Portugal. Em particular, regista-se um aumento de competitividade do negócio turístico na região decorrente do crescimento da oferta de viagens low-cost.

2 - Vestuário, Têxteis e Calçado

Tendências e Desafios:

A crescente exigência dos consumidores, quer em funcionalidade, em estética e diferenciação eleva os desafios nestes sectores, destacando-se os seguintes:

  • Aposta nos processos de concepção em cooperação com o cliente, desenvolvimento acelerado e fabrico eficaz de produtos diferenciados, e se necessário em pequenas séries, condicionados pela importância da relação custo/preco e orientando-se para mercados de proximidade, geográfica, dos quais se tenha um bom conhecimento/informação sobre as várias condicionantes do mercado e mercados om um menor grau de incerteza (tendo em conta os riscos politico, sócio-económico, cambial, etc.).
  • Dos produtos básicos aos produtos especializados: novas fibras especiais e fibras compósitas para produtos inovadores, funcionalização de materiais e processos relacionados, biomateriais, biotecnologias e métodos de transformação ecológica.
  • Novas aplicações têxteis: novos produtos têxteis para melhoria do desempenho, para aplicações técnicas inovadoras e têxteis e vestuário inteligentes.
  • Elevar o grau de customização no vestuário e calçado: novos designs, processos e tecnologias de desenvolvimento de produtos, e processos de gestão integrados do ciclo de qualidade e vida.
  • Sistemas de produção cada vez mais flexíveis e reconfiguráveis, inteligentes e adaptativos, colaborativos e em rede.
  • Incorporar valor ao nível do design, do desempenho, da flexibilidade do fornecimento, da garantia e qualidade do serviço a clientes e consumidores.
  • Era digital: transformação progressiva das cadeias de valor, evolução do comportamento do consumidor e das suas expectativas, experiências digitais e aplicações móveis.

 Oportunidades:

  • Complementar a tradicional oferta da indústria dos têxteis, vestuário e calçado com a especialização em nichos de mercado, tais como os têxteis técnicos aplicados ao desporto, à saúde e aos têxteis-lar, aproveitando as sinergias potenciais existentes na região, devido à presença de centros de I&D reputados a nível internacional e detentores de elevado know-how.
  • Receptividade dos mercados africanos e sul-americanos aos produtos portugueses, aliado ao forte crescimento económico, que estão, e irão continuar a experienciar, nos próximos anos, irá conduzir à emergência de novos potenciais consumidores.
  • Emergência de produtos “de nicho”, “produtos de culto”, destinados a grupos de consumidores com gostos e uma cultura muito próprios, mas com alcance global o que permite a criação de negócios e marcas globais.
  • Exploração de modelos business to consumer, nomeadamente do e-commerce como forma de abordagem aos mercados internacionais.

3 - Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC)

As tecnologias informação e comunicação têm um caráter transversal, promovendo inovações em múltiplos setores utilizadores, induzindo ganhos de produtividade relevantes. As empresas nortenhas são atores chave na mobilização de recursos para a I&D em TIC e revelam crescente capacidade de actuação nos mercados a nível global. A região norte dispõe de recursos TIC (consolidados, em desenvolvimento e emergentes) com maturidade e massa critica (não só em termos de capacidade científica e tecnológica, como em termos de capacidade de inovação e de intervenção das empresas).

Tendências:

  • A acessibilidade à internet ficará mais fácil, devido ao crescente número de smartphones e crescimento exponencial de redes móveis no mercado.
  • A portabilidade de informação e arquivos será maior devido ao uso de tablets que já têm preços e condições acessíveis, além de ser um instrumento na aceleração da mobilidade corporativa.
  • Haverá um aumento nos e-government, onde alguns serviços já podem ser feitos online.
  • Outra tendência é o aumento da cloud computing, onde o armazenamento em hardware se torna desnecessário e é possível ter acesso a arquivos em qualquer lugar, de qualquer computador, sem necessidade de dispositivos, apenas de internet.
  • O aumento do social commerce – onde empresas utilizam as redes sociais para o marketing, aumentando seu vínculo direto com o consumidor.

Oportunidades:

  • Tecnologias para e-Banking.
  • Cidades e Transportes Inteligentes.
  • 'Cloud Computing' e 'Parallel Computing'.
  • Tecnologia para Governo Eletrónico (e-Government).
  • TIC para o Turismo.
  • Tecnologias de Informação para 'Assisted Living' e Saúde.
  • TIC em Língua Portuguesa.
  • Tecnologia para plataformas logísticas.

Sistema de Incentivos "Internacionalização PME":

  • Este Sistema de Incentivos (SI), criado no âmbito do Portugal 2020, financia as candidaturas aprovadas em 45% (40% na Região de Lisboa e Vale do Tejo) das despesas elegíveis do projeto, com subsídios não reembolsáveis (ou seja, a fundo perdido).
  • Despesas elegíveis mais relevantes:

- Despesas com a contratação de dois quadros técnicos por projeto, com pelo menos o grau de licenciatura, na medida em que forem utilizados no projeto e durante a execução do mesmo (o salário base máximo elegível do último Aviso de Abertura de Candidaturas de 2016 a este SI, foi definido em 1.850€).

 - Participação em feiras e exposições no exterior:

i) Custos com o arrendamento de espaço, incluindo os serviços prestados pelas entidades organizadoras das feiras, nomeadamente os relativos aos consumos de água, eletricidade, comunicações, inserções em catálogo de feira e os serviços de tradução/intérpretes.

ii) Custos com a construção do stand, incluindo os serviços associados à conceção, construção e montagem de espaços de exposição, nomeadamente aluguer de equipamentos e mobiliário, transporte e manuseamento de mostruários, materiais e outros suportes promocionais.

iii) Custos de funcionamento do stand, incluindo os serviços de deslocação e alojamento dos representantes das empresas e outras despesas de representação, bem como a contratação de tradutores/intérpretes externos à organização das feiras.

- A presença na web, através da economia digital, incluindo designadamente o lançamento de catálogos virtuais de bens e serviços.

- As certificações específicas para os mercados externos.

- Serviços de consultoria especializados, prestados por consultores externos, relacionados com:

 i) Prospeção e captação de novos clientes, incluindo missões de importadores para conhecimento da oferta do beneficiário.

ii) Ações de promoção realizadas em mercados externos, designadamente assessoria de imprensa, relações públicas, consultoria de mercado e assistência técnica à preparação de eventos.

iii) Campanhas de marketing nos mercados externos, que compreende a contratação de serviços nas áreas de mailing e telemarketing, publicidade e meios de comunicação especializados.

iv) Assistência técnica, estudos, diagnósticos e auditorias.

v) Custos com a entidade certificadora e com a realização de testes e ensaios em laboratórios acreditados.

vi) Custos de conceção e registo associados à criação de novas marcas ou coleções.

 

À data em que este artigo foi escrito, ainda não tinha saído o 1º Aviso de Abertura de Candidaturas de 2017, relativa a este SI.

 

[1] Inspirado, parcialmente, num documento público da CCDR Norte.

Deixe um comentário

CAPTCHA IMAGE FOR SECURITY

Doctype html> PMEINVEST disponibiliza Software Gestão Excel para Consultoria Gestão Marketing elabora Candidaturas Fundos Comunitários software gestão excel versão demonstração gratuita Portugal Porto candidaturas fundos comunitários sistemas incentivos estudos mercado Internacionalização Internacionalização Doctype html> PMEINVEST disponibiliza Software Gestão Excel para Consultoria Gestão Marketing elabora Candidaturas Fundos Comunitários software gestão excel versão demonstração gratuita Portugal Porto candidaturas fundos comunitários sistemas incentivos estudos mercado Internacionalização Internacionalização Doctype html> PMEINVEST disponibiliza Software Gestão Excel para Consultoria Gestão Marketing elabora Candidaturas Fundos Comunitários software gestão excel versão demonstração gratuita Portugal Porto candidaturas fundos comunitários sistemas incentivos estudos mercado Internacionalização Internacionalização Doctype html> PMEINVEST disponibiliza Software Gestão Excel para Consultoria Gestão Marketing elabora Candidaturas Fundos Comunitários software gestão excel versão demonstração gratuita Portugal Porto candidaturas fundos comunitários sistemas incentivos estudos mercado Internacionalização Internacionalização Doctype html> PMEINVEST disponibiliza Software Gestão Excel para Consultoria Gestão Marketing elabora Candidaturas Fundos Comunitários software gestão excel versão demonstração gratuita Portugal Porto candidaturas fundos comunitários sistemas incentivos estudos mercado Internacionalização Internacionalização Doctype html> PMEINVEST disponibiliza Software Gestão Excel para Consultoria Gestão Marketing elabora Candidaturas Fundos Comunitários software gestão excel versão demonstração gratuita Portugal Porto candidaturas fundos comunitários sistemas incentivos estudos mercado Internacionalização Internacionalização Doctype html> PMEINVEST disponibiliza Software Gestão Excel para Consultoria Gestão Marketing elabora Candidaturas Fundos Comunitários software gestão excel versão demonstração gratuita Portugal Porto candidaturas fundos comunitários sistemas incentivos estudos mercado Internacionalização Internacionalização Doctype html> PMEINVEST disponibiliza Software Gestão Excel para Consultoria Gestão Marketing elabora Candidaturas Fundos Comunitários software gestão excel versão demonstração gratuita Portugal Porto candidaturas fundos comunitários sistemas incentivos estudos mercado Internacionalização Internacionalização Doctype html> PMEINVEST disponibiliza Software Gestão Excel para Consultoria Gestão Marketing elabora Candidaturas Fundos Comunitários software gestão excel versão demonstração gratuita Portugal Porto candidaturas fundos comunitários sistemas incentivos estudos mercado Internacionalização Internacionalização Doctype html> PMEINVEST disponibiliza Software Gestão Excel para Consultoria Gestão Marketing elabora Candidaturas Fundos Comunitários software gestão excel versão demonstração gratuita Portugal Porto candidaturas fundos comunitários sistemas incentivos estudos mercado Internacionalização Internacionalização Doctype html> PMEINVEST disponibiliza Software Gestão Excel para Consultoria Gestão Marketing elabora Candidaturas Fundos Comunitários software gestão excel versão demonstração gratuita Portugal Porto candidaturas fundos comunitários sistemas incentivos estudos mercado Internacionalização Internacionalização Doctype html> PMEINVEST disponibiliza Software Gestão Excel para Consultoria Gestão Marketing elabora Candidaturas Fundos Comunitários software gestão excel versão demonstração gratuita Portugal Porto candidaturas fundos comunitários sistemas incentivos estudos mercado Internacionalização Internacionalização Doctype html> PMEINVEST disponibiliza Software Gestão Excel para Consultoria Gestão Marketing elabora Candidaturas Fundos Comunitários software gestão excel versão demonstração gratuita Portugal Porto candidaturas fundos comunitários sistemas incentivos estudos mercado Internacionalização Internacionalização Doctype html> PMEINVEST disponibiliza Software Gestão Excel para Consultoria Gestão Marketing elabora Candidaturas Fundos Comunitários software gestão excel versão demonstração gratuita Portugal Porto candidaturas fundos comunitários sistemas incentivos estudos mercado Internacionalização Internacionalização Doctype html> PMEINVEST disponibiliza Software Gestão Excel para Consultoria Gestão Marketing elabora Candidaturas Fundos Comunitários software gestão excel versão demonstração gratuita Portugal Porto candidaturas fundos comunitários sistemas incentivos estudos mercado Internacionalização Internacionalização Doctype html> PMEINVEST disponibiliza Software Gestão Excel para Consultoria Gestão Marketing elabora Candidaturas Fundos Comunitários software gestão excel versão demonstração gratuita Portugal Porto candidaturas fundos comunitários sistemas incentivos estudos mercado Internacionalização Internacionalização Doctype html> PMEINVEST disponibiliza Software Gestão Excel para Consultoria Gestão Marketing elabora Candidaturas Fundos Comunitários software gestão excel versão demonstração gratuita Portugal Porto candidaturas fundos comunitários sistemas incentivos estudos mercado Internacionalização Internacionalização Doctype html> PMEINVEST disponibiliza Software Gestão Excel para Consultoria Gestão Marketing elabora Candidaturas Fundos Comunitários software gestão excel versão demonstração gratuita Portugal Porto candidaturas fundos comunitários sistemas incentivos estudos mercado Internacionalização Internacionalização Doctype html> PMEINVEST disponibiliza Software Gestão Excel para Consultoria Gestão Marketing elabora Candidaturas Fundos Comunitários software gestão excel versão demonstração gratuita Portugal Porto candidaturas fundos comunitários sistemas incentivos estudos mercado Internacionalização Internacionalização Doctype html> PMEINVEST disponibiliza Software Gestão Excel para Consultoria Gestão Marketing elabora Candidaturas Fundos Comunitários software gestão excel versão demonstração gratuita Portugal Porto candidaturas fundos comunitários sistemas incentivos estudos mercado Internacionalização Internacionalização